Hospital São João Batista abre as portas para os “Doutores da Esperança”

IMG_1494
Especialistas em despertar sorrisos e emoções, eles colaboram na recuperação dos pacientes
Despertar sorrisos e animar o dia de quem está há dias ou semanas internado. Esta é a missão do grupo Doutores da Esperança. Uma nobre atitude, alinhada ao trabalho humanização desenvolvido  nos hospitais municipais São João Batista e do Retiro em Volta Redonda.
Neste fim de semana a equipe deu um colorido a mais rotina de crianças e adultos internados no HSJB.
Para a dona de casa Daiane Ferreira Gomes, a visita foi muito especial.
“Faz nove dias que meu filho Lucas, de dois anos, está internado tratando uma pneumonia. Durante essa visita, vi  a carinha dele feliz, sorrindo. Foi muito bom. É um meio de estimular a criança que está triste, que não sorri e com isso a enfermidade vai embora até mais rápido”, disse Daiane.
O palhaço Betão Gentileza, como é conhecido Carlos Anderson Pereira, é designer de interiores e um dos idealizadores do Doutores da Esperança.
“Minha vida mudou. Antes eu era totalmente voltado para o trabalho. Hoje eu também sou um palhaço e a cada visita que a gente faz, além da emoção, eu me sinto muito feliz de ver o brilho no olhar e o sorriso de cada pessoa”, contou.
O autônomo Franklin Antônio de Paiva estava acompanhando o filho Braian Paiva de 13 anos, prestes a passar por uma cirurgia.
“Até pra mim foi uma surpresa. Eles distraem a gente e sorrir também é um remédio”, disse. “Achei engraçado sim, a gente até esquece que está num hospital”, completou seu filho.
O secretário municipal de saúde, Alfredo Peixoto, comentou sobre o projeto: ” O nosso prefeito Samuca Silva, me solicitou uma atenção especial com os ‘Doutores da Esperança’, pois trata-se literalmente do que acreditamos para a saúde de Volta Redonda: A humanização. Eles sempre terão nosso apoio” enfatizou.
E para os palhaços de primeira viagem a emoção da primeira vez é inesquecível.
“Eu sempre tive vontade de fazer um trabalho voluntário, mas não sabia como. E quando eu conheci o grupo foi maravilhoso. A gente faz um curso antes de entrar e hoje é minha primeira vez. Saber que somos capazes de amenizar a dor das pessoas é muito gratificante”, disse a dona de casa Gisele Guilon Santana.
Como ajudar e como entrar para o grupo Doutores da Esperança
O grupo multidisciplinar é formada por 60 pessoas. Tem estudante de enfermagem, psicopedagoga, dentista. As maquiagens e as roupas usadas são deles mesmos.
Rosileia Pacífico é uma das organizadoras do grupo. “Dra. Flô Nela Espanta” como é conhecida,explica que existe uma seleção anual para ingressar na equipe.
“As pessoas que quiserem ajudar ou fazer parte do nosso time, podem entrar em contato com a gente pelo facebook Doutores da Esperança. Quem quiser ajudar com maquiagens, também ficaremos felizes”, explicou Rosileia.
Agenda dos Doutores da Esperança:
HMMR ( Retiro): primeiro sábado do mês // HSJB: quarto sábado

No Comments Yet.

Leave a comment